Preexistência e Eleição

0 0
Read Time:2 Minute, 44 Second

Introdução

Na busca por entender as profundezas da doutrina da graça e da predestinação, muitos cristãos enfrentam desafios em reconciliar o que a Bíblia ensina com interpretações tradicionais. Uma abordagem que tem sido negligenciada, mas que é essencial para uma compreensão completa, é a ideia da preexistência dos filhos de Deus antes da fundação do mundo. Este artigo explorará essa doutrina usando passagens bíblicas fundamentais e uma análise crítica das interpretações comuns.

A Base Bíblica da Preexistência

1. Efésios 1:4

Efésios 1:4 nos diz: “como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor”. Este versículo é crucial porque mostra que fomos eleitos por Deus antes da criação do mundo, o que implica uma existência anterior à nossa vida terrena.

2. Jó 38:7

Jó 38:7 relata: “quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus jubilavam”. Aqui, vemos uma cena onde os “filhos de Deus” já existiam antes da fundação do mundo, demonstrando uma preexistência espiritual.

Banner de Publicidade

3. 2 Timóteo 1:9

2 Timóteo 1:9 diz: “que nos salvou e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos”. Este verso enfatiza que fomos chamados por Deus antes mesmo do início dos tempos, refletindo uma predestinação baseada no propósito de Deus e não em nossas obras.

4. Salmos 139:16

Salmos 139:16 afirma: “Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe; e no teu livro todas estas coisas foram escritas; as quais em continuação foram formadas, quando nem ainda uma delas havia”. Este salmo mostra que Deus já nos conhecia e tinha um plano para nós antes de nossa formação física.

Crítica à Interpretação Tradicional

A interpretação tradicional muitas vezes ignora ou minimiza a ideia da preexistência espiritual, focando mais na vida terrena e nas obras humanas como critérios para a salvação. No entanto, essa visão não leva em conta a clareza dos textos bíblicos que indicam uma existência espiritual anterior à nossa vida na terra.

A doutrina da preexistência não é apenas um detalhe teológico; ela é essencial para entender a profundidade da graça de Deus e sua eleição soberana. Ao considerar que fomos escolhidos antes mesmo de nascer, somos levados a entender que a salvação é um ato de Deus, não condicionado às nossas obras ou merecimento.

Conclusão

Em conclusão, a doutrina da preexistência dos filhos de Deus antes da fundação do mundo é uma parte vital da teologia da graça. Ela nos leva a reconhecer a soberania de Deus em nossa salvação e a nos maravilhar com seu plano eterno para nós. Ao estudar cuidadosamente as passagens bíblicas apresentadas, podemos ver claramente que essa doutrina não é uma invenção humana, mas um ensinamento bíblico claro que deve ser considerado e estudado mais profundamente.

Que possamos, através da fé e do estudo das Escrituras, crescer em nosso entendimento da graça de Deus e em nossa apreciação pela sua eleição soberana. Que este conhecimento nos fortaleça e nos leve a uma vida de gratidão e louvor ao nosso Deus que nos amou desde antes da fundação do mundo.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Average Rating

5 Star
0%
4 Star
0%
3 Star
0%
2 Star
0%
1 Star
0%

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *